top of page
Buscar
  • Syndic

Economia que vem do céu


Medidas simples podem impactar na economia do condomínio e servir de exemplo para toda a sociedade. A possibilidade de reutilizar a água da chuva para algumas atividades do cotidiano, como lavagem de carros e áreas comuns, descargas de banheiros e regar plantas, além de ser uma ação sustentável, contribui para a redução nas contas do condomínio em até 40%.

Após a instalação do sistema de captação de águas, o retorno do investimento pode ser observado em curto prazo. O sistema funciona com a captação da água da chuva por meio de calhas que a transportam até um reservatório; de lá, é enviada até a caixa d’água, passando por um processo de filtragem; da caixa d’água, é distribuída para diversas atividades.

A filtragem é realizada para eliminação de impurezas, indicada para utilização em vasos sanitários, lavar pisos e regar plantas, uma vez que pode haver contato com as pessoas que vão usá-las. Os custos de implantação de um projeto de uso de água da chuva variam muito e devem ser pensados caso a caso. Para um sistema eficiente, deve-se levar em consideração fatores como o índice pluviométrico da região (somatório da quantidade de precipitações em determinado local durante certo período de tempo), a área do condomínio que pode ser utilizada para a coleta de água e quanto tempo tem a construção (os projetos tendem a ser mais difíceis de serem executados em prédios mais antigos).

Cuidados necessários

Além de realizar manutenções periódicas, os síndicos devem ficar atentos a outros aspectos do sistema de captação de água pluvial. A tubulação extra deve ser bem sinalizada para que não haja enganos na hora da manipulação da água da chuva. Outro aspecto importante é planejar a instalação dos canos e reservatórios, pois demandam um bom espaço físico. Normalmente, perde-se uma área da construção, geralmente da garagem.

A economia também pode vir dos pequenos detalhes. Campanhas dentro dos condomínios, chamando atenção para evitar o desperdício de água, podem ser benéficas para todos e exercem um papel fundamental na redução das contas. Realizar manutenção criteriosa em todas as áreas, inclusive nas privativas, pode resultar em diminuição das despesas.

Dicas para poupar água

  1. Campanha de conscientização: espalhe avisos pelos murais, elevadores e envie cartas aos condôminos sobre a importância de se poupar e usar bem a água.

  2. Manutenção preventiva: realize inspeções criteriosas em todas as áreas do condomínio. Uma troca de uma peça barata pode gerar uma grande economia no fim do ano.

  3. Conta individual: proponha troca da conta coletiva pela individual. Por não terem noção do quanto gastam, moradores tendem a ser menos conscientes com o uso da água.

  4. Plantas e jardins: opte por regar plantas e jardins antes das 10h ou depois das 19h. Assim, evita-se o excesso de evaporação.

  5. Balde nas áreas comuns: evite o uso de mangueira para lavar áreas comuns dos condomínios. Ligada por 15 minutos, a mangueira gasta 280 litros de água.


8 visualizações0 comentário
bottom of page