top of page
Buscar
  • Syndic

Crianças e o jeito simples para conviver em harmonia


Nos condomínios residenciais há uma diversidade populacional que exige que sejam tomadas algumas medidas para colaborar na organização e no sossego de todos. Adultos, jovens, idosos, crianças e pessoas com necessidades especiais dividem o espaço e precisam de atenção em cada necessidade para que bons momentos sejam desfrutados em coletividade. Contudo, é preciso cautela na rotina para que a felicidade de um não seja o problema para o outro.


Dicas simples para uma boa convivência são apresentadas pelo síndico profissional da Syndic, Paulo Marques, para evitar alguns conflitos entre moradores com relação às crianças, lembrando sempre, que mais saudável que reclamar, é orientar:


  1. Orientar as crianças quanto às brincadeiras que geram barulhos e gritarias, portanto são impróprias para o condomínio, porque perturbam os moradores.

  2. Mostre às crianças os locais adequados para elas brincarem, assim como os espaços comuns que possuem restrições por serem de uso de todos os moradores.

  3. Espaços que oferecem perigos, como caixas de eletricidade, áreas de máquinas ou elevadores, as crianças devem ser orientadas a se aproximarem somente quando acompanhadas de um adulto.

  4. A piscina é um local que todos costumam dividir ao mesmo tempo, então a orientação recaí sobre os cuidados que as crianças devem ter com os tipos de brincadeiras que não prejudiquem aqueles que se encontram no mesmo espaço.

  5. No playground, a orientação é basicamente para usá-lo somente nos horários em que não há obrigatoriedade de manter silêncio, conforme dispõe o regulamento do condomínio.

  6. Locais impróprios para brincarem, corredores, guaritas, garagens e outros espaços que possam oferecer perigos ou obstrução à passagem dos moradores e colaboradores.


31 visualizações0 comentário
bottom of page